Orçamento fácil
é por Whats!


(41) 9847-3200

OK
Página Principal Quallitá Farmácia de Manipulação
Minha cesta (0)

Nenhum item na cesta de compras

  • Whey Protein Plus 1 kg - A proteína + completa

Whey Protein Plus 1 kg - A proteína + completa



PRINCIPAIS INDICAÇÕES:

 

  1. Promove ganho de massa muscular;
  2. Aumenta o estímulo ao GH;
  3. Pessoas que procuram uma fonte rápida de energia com alto valor nutricional;
  4. Aumento da força e resistência física;
  5. Manutenção dos níveis de testosterona livre;
  6. Para quem quer aumentar a sensação de bem estar durante os treinos;
  7. Pessoas que possuem uma rotina regular de treinamentos.

 

 

Whey Protein Plus:

  1. Proteína completa;
  2. Rico em BCAA
  3. Ganho de massa;
  4. Pré e pós-treino;
  5. Digerido rapidamente;
  6. Reforça o sistema imunológico.


A Proteína completa para todas as idades.

Por: R$ 492,85
12x de R$ 41,07 sem juros

Comentários

  • Informações
  •  

    Whey Protein – (Proteína do Soro do Leite).

    Whey Protein - A Proteína do soro de leite é uma fonte única, de alta qualidade, uma proteína biologicamente ativa. Em comparação com outras fontes de proteínas como a soja, carne, ovos, e caseína, o soro de leite é mais facilmente digerido e contém elevadas concentrações de aminoácidos essenciais, incluindo aminoácidos de cadeia ramificada (leucina, isoleucina, valina).

    Muitas vezes a proteína do soro do leite é conhecida apenas como um complemento na musculação, para ganho de massa magra, mas na verdade a whey protein pode oferecer muito mais benefícios à saúde e para pessoas de todas as esferas da vida.

    Os aminoácidos do soro de leite são valiosos. Suas frações de proteína formadas pelos aminoácidos transmitem benefícios biologicamente significativos e vão além do ganho de massa muscular apenas.

     

     

    L-Glutamina

    - Reduz a pulsão por álcool e doces;

    - Estimula a produção de hormônio do crescimento;

    - É um anabólico proteico;

    - Favorece dietas de emagrecimento por auxiliar na diminuição da ansiedade.

     

     

    Maltodextrina

    - Fonte de carboidrato ideal para o exercício físico;

    - Convertida rapidamente em energia disponível para organismo;

    - Pode ser adicionado a shakes e outras preparações;

    - Alto valor nutricional.

     

     

    Turkesterone

    - Diminuição da sensação de cansaço durante o treino;

    - Favorece o aumento dos níveis de testosterona no organismo;

    - Promove o aumento de massa muscular;

    - Melhora o desempenho físico.

     

     

    Cyanotis vaga

    -Capacidade de proporcionar aumento da massa muscular;

    -Melhora do desempenho físico;

    -Auxílio na preservação de órgãos e tecidos;

    -Pode estabilizar possíveis lesões celulares, diminuindo os processos degenerativos de órgãos e tecidos;

    -Melhora da função hepática.

  • Composição/Posologia
  •  

    Whey Protein  790g

    L Glutamina  20g

    Maltodextrina  10g

    Turkesterone  20g

    Cyanotis Vaga  10g

    Aroma de Baunilha  150g

    Pote 1000g

     

     

    Dose diária recomendada: 40g

    A melhor maneira de suplementar com Whey Protein Plus é: Utilizar 40g diárias fracionadas em 4 tomadas de 10g. Dessa forma a eficácia será mais evidente.

    Tomar 1 dose de 10g de Whey Protein Plus, 30 minutos antes do treino (Pré-treino), logo após o treino (Pós-Treino) tomar outra dose de 10g. E as outras 2 doses restantes tomar em horários distintos de sua preferência.

     

    Obs.: Misturar o suplemento em 200ml de água, suco de fruta ou leite desnatado ou de acordo com a orientação de um profissional habilitado.

  • Informações Adicionais
  •  

    Características Gerais:

    Whey Protein – (Proteína do Soro do Leite).

    Whey Protein - A Proteína do soro de leite é uma fonte única, de alta qualidade, uma proteína biologicamente ativa. Em comparação com outras fontes de proteínas como a soja, carne, ovos, e caseína, o soro de leite é mais facilmente digerido e contém elevadas concentrações de aminoácidos essenciais, incluindo aminoácidos de cadeia ramificada (leucina, isoleucina, valina).

    Muitas vezes a proteína do soro do leite é conhecida apenas como um complemento na musculação, para ganho de massa magra, mas na verdade a whey protein pode oferecer muito mais benefícios à saúde e para pessoas de todas as esferas da vida.

    Os aminoácidos do soro de leite são valiosos. Suas frações de proteína formadas pelos aminoácidos transmitem benefícios biologicamente significativos e vão além do ganho de massa muscular apenas.

    De acordo com revisões da pesquisa disponível no Journal of the American College of Nutrition and Alternative Medicine Review , o soro de leite aumenta a produção de glutationa no corpo humano (importante antioxidante) e com isso aumenta a nossa capacidade de resistir a agressões tóxicas do ambiente e até mesmo retarda o processo do envelhecimento. A glutationa é difícil de absorver como um complemento, mas o corpo pode produzir a partir de soro de leite.

    A Whey Protein pode ajudá-lo a ficar magro, pois é rica em leucina, aminoácidos de cadeia ramificada, isoleucina e valina, que preservam e aumentam a musculatura. A pesquisa mostra que em um programa de perda de peso, a whey protein pode levar a uma perda de gordura corporal maior do que outras proteínas.Além disso, a proteína do soro de leite ajuda a controlar a inflamação e ajuda o sistema imunológico a resistir à infecção bacteriana e viral. Estudos individuais também descobriram que ela melhora o crescimento ósseo, a pressão arterial, colesterol, humor, açúcar no sangue e cicatrização de feridas.

    A Whey Protein pode também nos ajudar a lidar com o estresse. Um estudo publicado na American Journal of Clinical Nutrition descobriu que a Whey Protein contem alta concentração de triptofano e por conta disso melhorou o tempo de reação mental nas pessoas com altos níveis de estresse. O triptofano na whey protein também melhora o humor e o sono.

    Os benefícios da proteína do soro do leite são bem conhecidos, mas uma pergunta que não foi adequadamente abordada é o melhor momento para tomar whey protein.

    Trabalhos anteriores mostraram que a ingestão da forma livre de aminoácidos imediatamente antes do exercício de resistência tiveram maior resposta anabólica em comparação ao consumo após os exercícios de resistência.

    Os investigadores testaram se o mesmo efeito seria verdadeiro para a proteína de soro de leite.

    Grupos de indivíduos saudáveis ingeriram 20g de proteína do soro do leite imediatamente antes ou imediatamente após uma sessão de exercícios de resistência.

    A resposta muscular anabólica aumentou em ambos os grupos, indicando que o momento de ingestão da proteína do soro de leite não foi um fator diferencial no resultado final.

    Houve, no entanto, uma grande variabilidade entre os indivíduos: alguns tiveram uma maior resposta anabólica quando a proteína do soro do leite foi consumida antes do exercício.

    A linha de fundo é que 20g de whey protein provocou um efeito favorável sobre a construção de proteína muscular, independentemente de ser consumidoa antes ou após o exercício.

     

     

    L-Glutamina

    - Reduz a pulsão por álcool e doces;

    - Estimula a produção de hormônio do crescimento;

    - É um anabólico proteico;

    - Favorece dietas de emagrecimento por auxiliar na diminuição da ansiedade.

    L- glutamina é um aminoácido não essencial que sempre concentra principalmente nos músculos e no sangue. É importante dentre outras coisas para ativação do sistema imunológico, disbioses e retirada de amônia dos tecidos transportando-a para o fígado para que lá seja biotransformada em uréia.

    Nas dietas de emagrecimento seu principal papel é o de reduzir a compulsão por doces e álcool e de servir como anabólico protéico, para aqueles que aliam reeducação alimentar com atividade física.

    Estudos in vivo afirmam ainda que além do aumento de massa muscular, a glutamina pode auxiliar na recuperação do organismo depois de rotinas extenuantes de exercícios.

     

     

    Maltodextrina

    - Fonte de carboidrato ideal para o exercício físico;

    - Convertida rapidamente em energia disponível para organismo;

    - Pode ser adicionado a shakes e outras preparações;

    - Alto valor nutricional.

    Maltodextrina é a mistura de glicose, dissacarídeos e polissacarídeos, que é obtida por hidrolise parcial do amido. Na indústria alimentícia, ela é usada como suplemento de valor nutricional, para dar consistência, textura e formar filme, entre outras aplicações.

    Na nutrição esportiva é conhecida como uma fonte rápida de energia, ideal como fonte de carboidrato a ser usada durante a atividade física. Estudo realizado em 2011 com 8 ciclistas voluntários, considerados atletas de elite, avaliou os efeitos da suplementação com maltodextrina. O estudo concluiu que a suplementação com maltodextrina foi capaz de melhorar o desempenho desses atletas, apresentando um importante papel como estratégia de suplementação nessa modalidade esportiva.

    Estudo de 2009, realizado em modelo animal, afirmou que a maltodextrina foi capaz de aumentar os níveis de energia disponíveis, reforçando seu uso pré-exercício.

     

     

    Turkesterone

    - Diminuição da sensação de cansaço durante o treino;

    - Favorece o aumento dos níveis de testosterona no organismo;

    - Promove o aumento de massa muscular;

    - Melhora o desempenho físico.

    Turkesterone, derivado de uma planta chamada Ajuga Turkestanica comum na Ásia e bastante conhecida em sua medicina tradicional como cardioprotetor e para o tratamento de dores musculares e de estomago. Ele pertence a uma classe de substâncias conhecidas como ecdisteróides que estão presentes tanto em insetos quanto em plantas como espinafre e a quinoa.

    Turkesterone é umtriterpenóide análogo a um hormônio esteroidal e estudos recentes afirmam que ele é capaz de promover o aumento dos níveis de testosterona no organismo. Além disso, estudo realizado em 2008 em modelo animal afirma que ele tem ação imunomoduladora e adáptogena.

    Syrov (2001) considerou que Turkesterone eficaz para quem busca aumento de massa e ganho de força muscular, como alternativa aos esteróides convencionais.

     

     

    Cyanotis vaga

    -Capacidade de proporcionar aumento da massa muscular;

    -Melhora do desempenho físico;

    -Auxílio na preservação de órgãos e tecidos;

    -Pode estabilizar possíveis lesões celulares, diminuindo os processos degenerativos de órgãos e tecidos;

    -Melhora da função hepática.

    Como suplementação esportiva, vem alcançando maior utilização, por proporcionar um maior aumento muscular e permitir melhor desempenho físico.

    A ecdisterona é um fitoesteroide, mas sua utilização dificilmente pode gerar efeitos estrogênicos em humanos, pois estudos realizados com mamíferos não apresentaram resultados que confirmassem tais suspeitas, uma vez que esses esteroides não se ligam a receptores de estrogênios.

    A β ecdisterona ou β ecdisona é um importante esteróide presente em diversas plantas, sendo sua obtenção realizada para diversas aplicações como o empregado em formulações cosméticas ou suplementação alimentar, entre outros.

    Seu aproveitamento em cosmética se dá principalmente por sua função hidratante fortalecendo a barreira hídrica da pele, impedindo a perda excessiva de água da epiderme, amenizando os efeitos do envelhecimento precoce. Seu derivado acetilado apresenta lipossolubilidade sendo empregado em preparações cosméticas, na forma de emulsões.

     

     

    Indicações:

    1. Promove ganho de massa muscular;
    2. Aumenta o estímulo ao GH;
    3. Pessoas que procuram uma fonte rápida de energia com alto valor nutricional;
    4. Aumento da força e resistência física;
    5. Manutenção dos níveis de testosterona livre;
    6. Para quem quer aumentar a sensação de bem estar durante os treinos;
    7. Pessoas que possuem uma rotina regular de treinamentos.

     

     

    Precauções e reações adversas:

    Whey Protein por ser uma proteína do soro de leite, possui um alto teor de lactose, seus efeitos colaterais podem se manifestar naqueles que possuem intolerância a lactose.  É, também, importante verificar quais produtos possuem solventes, onde o Whey Protein não está em sua forma pura. Se constatada a presença de algum tipo de solvente, é necessário verificar se este não trará consequências.

    A L - Glutamina deve ser evitada por pessoas que tem sensibilidade ao glutamato monossódico que é um realçador de sabor, conhecido como Ajinimoto, podendo ocasionar nessas pessoas, enxaquecas, náuseas e vômitos.

    Até o momento, não encontramos na literatura consultada, efeitos adversos ou interações medicamentosas com Turkesterone.

    Os estudos avaliados até o momento sobre a Maltodextrina não apresentaram informações sobre efeitos colaterais ou adversos.

    A Cyanotis vaga não deve ser usada por  pessoas que tenham hipoglicemia.

    Até o momento não há relatos de efeitos colaterais pela sua utilização.

    Não há informações sobre interações medicamentosas ocorridas até o momento.

     

     

    Modo de usar:

    Essa formulação Whey Protein Plus 1000g deve ser tomada da seguinte maneira: Misturar 20g do produto em 200ml de água, suco de fruta ou leite desnatado pela manhã e/ou após as atividades físicas ou de acordo com a orientação de um profissional habilitado.

     

     

     

    Recomendações gerais importantes. Leia antes de usar:

     

    1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado;
    2. Imagens meramente ilustrativas
    3. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado;
    4. É recomendável dieta equilibrada e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso;
    5. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto;
    6. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico
    7. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido;
    8. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem;
    9. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças;
    10. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica;
    11. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica;
    12. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica;
    13. Este medicamento não deve ser utilizado durante o período de amamentação sem orientação médica;
    14. Respeite a dose diária recomendada.
    15. Venda mediante prescrição do profissional habilitado.
    16. 16." SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”

     

     

    "O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário à informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto" RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.”

  • Literatura
  •  

    Referências consultadas:

    1. Perez, M.D. and Calvo, M. (1995) Interaction of beta lactoglobulin with retinol and fatty acids and its role as a possible biological function for this protein; a review. J. Dairy Sci. 78:978-988.

     2. Hambling, S.C., McAlpine, A.S. and Sawyer, L. (1992) Beta-lactoglobulin. In Advanced Dairy Chemistry Vol. 1. Proteins. (Fox, P.F., ed.), pp. 141-190. Elsevier Applied Science. London and New York.

     3. Swart, P.J., Kuipers, M.E., Smit, C., Pauwels, R., DeBethune, M.P., DeCleroq, E., Meijer, D.K. and Huisman, J.G. (1996) Antiviral effects of milk proteins; acylation results in polyanionic compounds with portent activity against human immunodeficiency virus types 1 and 2 in vitro. Aids Res. Human Retroviruses 12:769-775.

     4. Yadav, S. and Brew, K. (1991) Structure and function in galactosyltransferase. Sequence locations of alpha-lactalbumin binding site, thiol groups and di-sulfide bond. J. Biol. Chem. 266:698-703.

     5. Ganjam, L.S., Thornton, W.H. Jr., Marshall, R.T. and MacDonald, R.S., (1997) J. Dairy Sci. 80 (10):2325-2329.

     6. Kinsella, J.E. and Whitehead, D.M. (1989) Proteins in whey: Chemical, physical and functional properties. Adv. Food Nutr. Res. 33:343-438.

     7. Fox, P.F. and Flynn, A.F. (1992) In Advanced Dairy Chemistry Vol. I. Proteins. (Larson, B.L. ed.), pp. 255-281. Elsevier Applied Science, London and New York.

     8. Smith, C., Halliwell, B. and Aruoma, O.I. (1992) Protection of albumin against the pro-oxidant actions of phenolic dietary components. Food Chem. Toxicol. 30:483-489.

     9. Koisumi, C. and Nonaka, J. (1975) Comparison of catalytic function of oxymyoglobin and metmyoglobin for the oxidation of linoleate in aqueous emulsions. Bull Jap. Soc. Sci. Fish. 41:1053-1061.

     10. Strand, F.T. (1995) Denatured bovine serum albumin milk products and method therefore. US patent 5 473 050.

    COSTA. T. A. et al. Efeito da ingestão de maltodextrina 6% no desempenho de nadadores do município de Toledo - Paraná. Arquivos de Ciências e Saúde da Unipar, v. 12, n. 3, pg. 195-204, 2008

    JEUKENDRUP, A. E. Carbohydrate Intake during Exercise and Performance. Nutrition, v. 20, pg. 669-677, 2004

    KHORSHIDI-HOSSEINI,M.; NAKHOSTIN-ROOHI, B. Effect of Glutamine and Maltodextrin Acute Supplementation on Anaerobic Power. Asian Journal of Sports Medicine, v. 4, n.2, pg. 131-136, 2013

    LEITE, C. F. et al. Perfil lipídico e glicêmico de ratos treinados em exercício aeróbio ou anaeróbio e suplementados com maltodextrina.Revista Brasileira da Ciência do Esporte, v. 35, n. 1, p. 39-50, 2013

    MALFATTI, C. R. M. et al.  Maltodextrin's effect on the performance of elite mountain biking athletes during simulated competition and on power output at the ventilatory threshold. Human Movement, v. 12, n. 3, pg. 232- 236, 2011

    MAMUS, R. T. et al. Biochemical Effects of Carbohydrate Supplementation in a Simulated Competition of Short Terrestrial Duathlon. Journal of the International Society of Sports Nutrition, v. 3, n. 2, pg. 6-11, 2006

    MOURA, J. G. P. Glutamina. In: A revolução dos nutrientes: um estudo sobre os radicais livres, vitaminas, minerais e sua avaliação no exame do cabelo. 4. ed.Pelotas: Editora Livraria Mundial, 2002, cap. 3, pg. 61.

    SHABERT, J. K.  et al. Glutamine-antioxidant supplementation increases body cell mass in AIDS patients with weight loss: a randomized, double-blind controlled trial. Nutrtion, v. 15, n. 1, pg. 860-864, 1999

    PIATTOLY, T. L-glutamine supplementation: Effects on recovery from exercise. Tese de mestrado, Louisiana:Faculdade do Estado da Louisiana, EUA, 1999, 67 pág.

    ANTONIO, J; STREET, C. Glutamine: a potentially useful supplement for athletes. Canadian Journal of Applied Physiology, v. 24, n. 1, pg. 1-14, 1999

    BÁRTHORI, M. et al. Phytoecdysteroids and Anabolic-Androgenic Steroids - Structure and Effects on Humans. Current Medicinal Chemistry, v.15, pg. 75-91, 2008

    DINAN, L. et al. Synthesis and biological activities of turkesterone 11?-acyl derivatives. Journal of Insect Science, v. 3, n. 6, 11 pg. 2002

    DINAN, L.; LAFONT, R. Effects and applications of arthropod steroid hormones (ecdysteroids) in mammals. Journal of Endocrinology, v. 191, n. 1-8, 2006

    DINAN, L.; LAFONT, R. Practical uses for ecdysteroids in mammals including humans: an update. Journal of Insect Science, v. 3, n. 7, 30 pg. 2003

    GRACE, M. H. et al. Neo-Clerodane Diterpenes from Ajuga turkestanica. Phytochemistry Letters, v. 1, n. 2, pg. 81-84, 2008

    ISRAILI,Z. H.; LYOUSSI, B. Ethnopharmacology of the plants of genux Ajuga. Pakistan Journal of Pharmaceutical Science, v. 22, n.4, pg. 425-462, 2009

    KLEIN, R. Phytoecdysteroids. Journal of the American Herbalists Guild, pg. 18-28, 2004

    KUTEPOVA, T. A. et al. Hypoglycemic activity of the total ecdysteroid extract from Ajuga turkestanica. Pharmaceutical Chemistry Journal, v. 35, n. 11, 2001

    Chen, Qui; Xia, Yongpeng, Qui, Zongyin; Effect of ecdysterone on glucose metabolism in vitro; Life Sciences; P.R. China; v.78; 2006.

    Salviano, Franque, N.; Cunha, Ismael, A.; Estudo morfológico e avaliação fitossanitária de plantas de Pfaffia glomerata oriundas de autosemeadura; TCC Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Universidade de Brasília; Brasília; DF; 2011.

    Segurança
    Wildcard SSL Certificates
    Formas de pagamento
    Atendimento
    De segunda à sexta das 9h as 18h.
    Entrega





    Quallitá nas redes sociais
    Facebook Instagram Twitter Blog Bem Estar e Saúde YouTube
    Desenvolvido por
    Loja Virtual Webstorm Iternet projeto Pequeno Príncipe

    CNPJ: 82.370.149/0001-27 - R. Dr. Kellers, 371 xlj - CURITIBA - PARANÁ

    DÚVIDAS, RECLAMAÇÕES OU OBSERVAÇÕES, MANDE EMAIL PARA SAC@QUALLITA.FAR.BR